Da mesma forma que exercitamos os músculos do corpo, precisamos trabalhar os músculos do rosto, pescoço e colo. O objetivo é melhorar o tônus muscular, ou seja, fornecer maior elasticidade para os músculos, fazê-los mais encorpados e, consequentemente, encurtá-los e ganhar melhor aparência. Ocorre que temos plena consciência deste processo corporal e não fomos acostumados a nos familiarizar com a existência dos músculos faciais. Eles existem e podem responder, quando solicitados.

A Ginástica Facial consegue prevenir a flacidez e atenuar o envelhecimento em todas as idades, evita o rosto abatido por causa da perda de peso, é excelente aliada para a manutenção de cirurgias plásticas, pode deixar o rosto do atleta modelado e compatível com o corpo e é indicado para ambos os sexos. Os portadores de paralisia facial, que não estejam com a enervação comprometida, podem obter resultados satisfatórios.

bartirarosto

A prática precisa ser diária e o tempo varia de 10 a 20 minutos, dependendo da particularidade de cada caso e da idade do praticante. Para as pessoas mais jovens, é suficiente exercitar os músculos faciais por 10 minutos. É possível praticar diariamente, com facilidade. Faz-se necessário, infalivelmente, usar um creme, o de costume, com o objetivo de lubrificar a pele para não correr o risco de marcá-la, pela repetição dos movimentos.

O Programa é montado levando em conta as medidas do rosto, o biótipo, a oclusão habitual, a conformação óssea do maxilar e mandíbula e mais uma série de características individuais somadas às aspirações e urgências do cliente.

Box_site_1

Histórico

Marjorie Craig, é mundialmente conhecida como Miss Craig, a norte-americana mãe da Ginástica Facial. Ela era professora de Educação Física e, na década de 1930, interessou-se pelas questões relativas à musculatura do rosto e fez um curso de pós-graduação na Universidade de Columbia, em Nova York. Estudou casos de pessoas que tinham problemas na face, com sequelas, em consequência da guerra, paralisia facial provocada por acidentes ou resultantes de procedimentos cirúrgicos. Continuou os estudos no Hospital Presbiteriano, no Departamento de Neurologia, por volta de sete anos.  Trabalhou com as posturas das crianças e dos adolescentes. Em 1968, lançou o seu Programa de Ginástica Facial.

A brasileira Simone Jardim Angerami, em 1976, estava fazendo tratamento  em Nova York, para paralisia facial, em decorrência de um problema emocional.  O seu médico aconselhou-a fazer tratamento com Miss Craig. Ela ficou encantada com os resultados rejuvenescedores, permaneceu lá entre seis a oito meses, aprendendo os exercícios e trouxe este conhecimento para o Brasil.  

Programa Individual

A vida marca as pessoas de forma rigorosa nas costas e no rosto. O que agrava a formação de sulcos e rugas são os movimentos carregados de estresse, visto que toda emoção se justifica por uma contração muscular. As pessoas têm emoções peculiares e os focos de tensão ou pontos de estresse são diferentes em cada pessoa.

O programa individual é feito de acordo com o histórico de vida, a carga genética, as características pessoais, as medidas do rosto, o estado de flacidez e o nível de estresse no trabalho e na vida pessoal. O praticante executa os exercícios diariamente, durante 10 a 20 minutos, dependendo da sua idade. Nos casos de dietas para emagrecimento, é necessário praticar os exercícios faciais duas vezes ao dia, para a musculatura suportar o impacto do emagrecimento nas fibras musculares.

Box_site_2b
Box_site_3

Cirurgias

É importante utilizar a Ginástica Facial como pré ou pós-operatório. Muitos cirurgiões recomendam aos pacientes nestas ocasiões, pois a Ginástica Facial segura o que o cirurgião fez ou tonifica a região para ele operar. Ela sempre trabalha como coadjuvante em casos de cirurgia. Os ganhos para os pacientes são grandes. É prudente sempre seguir a orientação do cirurgião, que fez o procedimento e acompanha a recuperação, indicar o momento ideal para iniciar a ginástica pós-operatória.

A Cirurgia Plástica faz as correções, mas não consegue evitar o andamento do processo natural de flacidez. A Ginástica Facial garantirá a tonificação muscular, proporcionando volume e harmonia à musculatura ao longo do tempo.

Botox

Não existe conflito entre a Ginástica Facial e o Botox, desde que os dois  sejam usados em momentos diferentes. É satisfatório que existam várias formas de tratamentos, tecnologias, procedimentos, com grande leque de opções para os pacientes escolherem, levando-se em conta o que mais se alinha a cada personalidade. Em geral, quem procura a Ginástica Facial é disciplinado. Quem utiliza o Botox, não se dispõe a fazer os exercícios. O Botox adormece temporariamente a musculatura, enquanto a Ginástica Facial a estimula. Para quem gosta do procedimento e da técnica, aconselho utilizar um de cada vez. A prática da Ginástica Facial, durante o uso do Botox, pode acelerar o término do efeito da substância, o que não é interessante para quem usa. Quando se faz a Ginástica Facial, a musculatura deve estar livre para movimentos.

Resultados

Pessoas dotadas de massa muscular mais densa têm uma resposta melhor, diferente das pessoas que têm massa muscular menos densa. Os longilíneos, como eu, por exemplo, têm que trabalhar mais para ter o mesmo resultado de outra pessoa de massa muscular mais encorpada. Não importam as formas do rosto, importa a densidade: o músculo ser mais encorpado ou não, devido ao biótipo. De uma forma geral, os orientais têm uma resposta à Ginástica Facial acima da média, porque a massa muscular é mais densa. Quanto mais a pessoa tiver uma vida saudável, melhor será a resposta, assim como na atividade física para o corpo. É fundamental dormir bem, alimentar-se corretamente e praticar atividade física. Quem é mais vascularizado, devido à atividade física, também terá as fibras musculares do rosto mais vascularizadas e terá melhor resposta. As diferenças individuais, nos resultados da Ginástica Facial, variam e dependem de uma série de fatores. O primeiro deles são as tendências genéticas. Segue-se o biótipo: pessoas dotadas de massa muscular mais densa. É claro que os mais disciplinados levam vantagem, porque a assiduidade é relevante.

Box_site_4

Quanto aos fumantes, é obvio que continuam levando desvantagem em tudo: os resultados demoram mais para aparecer, provavelmente, por terem as artérias com menor calibre, menos vascularizadas e oxigenadas.

As pessoas claras, naturalmente mais desprotegidas pelo pigmento (melanina), com maior tendência à flacidez, precisam maior dedicação.

Não é possível rejuvenescer um rosto, se ele não estiver apoiado sobre um corpo saudável.  A saúde depende da qualidade de vida caracterizada por uma alimentação saudável, sono adequado à necessidade pessoal, sem fumo, exercícios físicos, devidamente orientados por profissionais competentes, exames médicos periódicos e preventivos, lazer, etc